terça-feira, 20 de setembro de 2016

Uma prévia do futuro



Estamos sempre almejando algo no futuro, por vezes sonhamos por anos ou décadas; algumas dos sonhos até chega perto de acontecer, mais por algum motivo os vemos se esvaírem entre nossos dedos, nos deixando com água na boca, e o olhar perplexo a indagar o porquê do acontecido que resultou no não acontecido...?

Hoje cedo eu estava na fila do pão (literalmente) no momento em que a padaria abria suas portas, e fiquei a escutar (eu não tive escolha, eu precisava chegar em casa com o pão. rsrs) o dilema de duas senhoras que “disputavam” insatisfação em suas narrativas; falavam de planos vários que deram errado e todo o sofrimento da espera e decepção.  Nesse instante recordei de meus anseios que de certa forma tinha semelhanças, a grande diferença estava na forma talvez de vê-los de planejá-los; eu fiquei a pensar nos comportamentos tão diversificados de cada pessoa; a forma mágica como cada um tem seu próprio jeito de encarar a vida... 

Sei que as pessoas não são iguais; cada indivíduo carrega seu universo singular, com seu leque de experiências e assim sendo carregam seu mundo de sentimentos e pensamentos, bem característico de cada ser.

Lembrei-me de uma pessoa especial em minha vida.

Tenho o privilégio de ter como irmã uma pessoa ímpar em sua visão de mundo e caminhada de vida. Ela como uma das mais velhas de uma família de seis irmãos, desempenhou muito bem o seu papel de irmã cuidadora.

Desde quando minha memória me permite lembrar, que recordo de seus sonhos e planos, ela constantemente estava a me ensinar sobre as coisas que vemos antes mesmo delas acontecerem, ou melhor se concretizarem no mundo físico.

Ela sempre dizia: “Lelé, (gente sério, deixa eu explicar esse apelido!!! Como caçula que sou, tinha que ter um apelido engraçado, rsrsrs, meus pais dizem que esse apelido carinhoso foi me dado pela minha irmã um ano mais velha que eu, como ela não sabia pronunciar meu nome me chamava de Lelé, daí já viu né!? O carinho rendeu até a minha adolescência. Hoje só os mais antigos me chamam assim.)  Continuando e repetindo: Ela sempre dizia: Lelé eu só tenho certeza que uma coisa vai acontecer quando eu vejo.... Se eu não ver antes, pode ter certeza, não acontece. ”

Embora essas lembranças sejam bem antigas eu sempre ouvia com atenção o que ela falava e acreditava sem questionar, mesmo sem entender direito como era, eu sabia que de alguma forma era como ela dizia e isso me bastava.

Quando cheguei na adolescência fui aos poucos compreendendo melhor o que ela queria dizer com “o ver antes de acontecer, ” era o ver no pensamento. Se em pensamento ela visse aquele sonho (sonho aqui está no sentido de qualquer acontecimento – coisa - que ela desejasse fazer ou que acontecesse, no futuro próximo ou distante) era o sinal que daria certo.

Somente na fase adulta, tive o desapego necessário para ter essa experiência de vivenciar aquelas palavras, de vivenciar o ainda não acontecido, vivenciar uma prévia do futuro, o futuro que ainda não é chegado no presente. E só assim pude experimentar o assimilar daquele precioso ensinamento. Vi que não se consistia em apenas ver com o pensamento de forma contemplativa o futuro. Não era só isso. O pensar tem que ser construtivo, no sentido real da palavra.

É preciso vivenciar em pensamento todo o processo de construção até a realização final, o pensamento precisa ser dinâmico, crítico e realista, delineando toda a situação, imaginando os pós e os contras, se imaginado na situação e tentando prever todos os possíveis empecilhos e já tendo em mente uma possível solução.

Se conseguirmos acompanhar em pensamento (como uma vivência) a realização do que almejamos, acompanhando assim todos os passos, vendo toda a sua construção, teremos em nós uma certeza tão grande se vai ou não dar certo, que chega a ser espantoso.

O vivenciar em pensamento nos ajuda a nortear um caminho a seguir e traçar nosso plano de ação.

Nem sempre é fácil realizarmos um sonho, pois, sabemos que na maioria das vezes não depende somente de nossos esforços, mais aprendi que a parte que depende de nós, vale a pena nos empenharmos; trabalhando com coragem e determinação para a sua realização.

Hoje sempre que vou realizar algo, submeto a uma vivência de pensamento (o ver antes de acontecer). Amo fazer essas vivências debaixo de minhas árvores no silêncio barulhento do meu quintal, arrodeada pelos mimos da mãe natureza. Gente, essa é com certeza uma verdadeira viajem na máquina do tempo, destino: uma prévia do futuro em seus detalhes, se possível.


AnnaLírios



 Fotos AnnaLírios



❤Abraços ❤
❤Paz e Luz!!!✿
✿Anna Lírios✿

11 comentários:

  1. Que lindo e tão verdadeiro! temos que sonhar e até visualizar. Nos imaginar na situação e assim, fica melhor o seu acontecimento! Lindas fotos também! bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Chica, boa tarde!!!
      Fico feliz que tenha gostado.
      Quando nos imaginamos em uma situação temos, entres outras, a oportunidade de tentarmos antecipar e nos preparar para possíveis surpresas.
      Um grande abraço!!!
      Paz e Luz!!!

      Excluir
  2. Realmente o futuro é isso mesmo.
    Amei o texto, achei que foi singelo e muito sincero.
    Art of life and books.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Linda, boa tarde!!!
      Que bom que você gostou, fico contente.
      Um grande abraço!!!
      Paz e Luz!!!

      Excluir
  3. Olá Anna.
    Estou chegando para conhecer o seu blog, que achei muito bom. Gostei de sua crônica “Uma prévia do futuro”. Muito boa. Parabéns.
    Abraço.
    Pedro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pedro, boa noite!!!
      Feliz com sua visita, contente por você ter gostado.
      Obrigada por suas palavras.
      Paz e Luz!!!

      Excluir
  4. Oiii Anna! Meu Deus que texto mais lindo *--* nunca pensei dessa forma, agora irei pensar assim kkkkk as vezes quando nos imaginamos que uma coisa boa irá acontecer ela acontece ainda melhor né!? Ameii mesmo <3

    *Beijokas -Hellen Barros.

    www.apenasgiz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Hellen, boa noite!!!
      Fiquei muito contente com sua alegria nas palavras.(Rsrsrs)
      Que bom que você gostou. É verdade o pensamento ele atrai; daí nossa responsabilidades de estarmos sempre atentos ao que alimentamos diariamente em nosso casa mental. O bom seria que só alimentássemos os bons pensamentos, assim sempre teríamos uma visão bem melhor dos acontecimentos, pois nossa mente estaria em paz.
      Um grande abraço!!!
      Paz e Luz!!!

      Excluir
  5. Lindo o texto Lelé.rsrs Apelidos... ah por isso sou Ciana, mas só a minha família me chama assim, o restante é Lu e acabei adotando como minha assinatura pois me sinto Ciana mesmo, é a essência do meu texto.
    O seu foi maravilhoso de ler, e quem escreve tem essa coisa de observar e rendem ótimos textos. Adorei!
    Estou voltando aos poucos para o blog e o canal após um longo período afastada, ainda irei responder sua tag viu. Tirei o dia de hoje para visitar os blogs que sigo, e claro as amigas como você. bjs
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ciana, boa tarde!!!
      Fiquei super contente com sua visita, já estava com saudades!!! Que bom que você está de volta.
      Eu pensei realmente que seu nome fosse Ciana.(Rsrsrs) Poucas pessoas escapam de um apelido na infância.
      Fico feliz que tenha gostado do texto.
      Um grande abraço!!!
      Paz e Luz!!!

      Excluir
  6. Boa noite, Anna Lírios, que beleza de texto e muito verdadeiro, precisamos vivenciar para saber se vale a pena continuar a sonhar... Aprendendo sempre!
    Felizes dias, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...