terça-feira, 13 de setembro de 2016

O que são mesmo as nossas Amarras?


Ontem li um texto interessante, falava da sociedade e dos padrões estabelecidos e questionava quem nos prendia, ou quem nos manipulava, quem ditava as regras.... Hoje, quem é mesmo o nosso opressor ou ditador? Quem determina nosso comportamento, desde o físico ao não físico?

Esse texto fez barulho na minha cabeça, ele gritou muito alto, acho que acordou minha consciência e me deixou meia desorientada, como costumo dizer: fez um nó no meu juízo.

A cada pergunta que eu conseguia formular ou questionar, tantas outras se formavam, surgindo não do nada; parece até um redemoinho de ideias, destruindo, devastando, tudo que ali já estava posto, ou está posto, ou imposto, sinalizando talvez o tempo da renovação, da seleção, limpeza, ou nova construção, não sei.

Afinal, quais são mesmo as nossas amarras?

Acredito sinceramente que o fato de questionarmos o que jugamos abstrato, formar o conceituado concreto.

O mundo das ideias pode parecer viajem, no sentido de perca de tempo, de miolo de pote, como diríamos nós Nordestinamente; no entanto, se feito com objetivo, na busca de uma possível construção de melhoria pessoal ou coletiva, certamente, chegaremos em pontos positivos.

Fiquei pensando cá com meus botões.... Ainda estou em construção de pensamentos, até esse momento, tudo me leva a crer que nossas Amarras, as que verdadeiramente nos prendem e nos impedem de progredir, não são as externas, quer físicas ou não físicas; creio eu que se trata de algo bem mais sutil e também complexo; no entanto, a depender do desenrolar do raciocínio possa ser bastante simples e clara.

Penso que, se não a localizamos, não temos opção de escolhas. Se, por outro lado, achamos que seja o que na verdade não é de fato, do mesmo modo também não conseguiremos superar.

De propósito, e sem queremos perceber, nós escondemos de nós mesmos a verdade, (que pode ser ela relativa ao ser que a encontra ou a busca,) e ela é, e está, tão absolutamente abaixo do nosso nariz, que acreditamos que assim não seja.

Volto à estaca zero, ou ao ponto de partida novamente, sendo que, dessa vez, não é a primeira vez que passo por aqui. Isso me leva a crer, que, como um viajante, retorno ao mesmo ponto, mais não como o mesmo, pois não sou mais o mesmo, pelas ideias muitas que agora trago comigo.

O que nos manipula o raciocínio?

O que determina a direção do nosso olhar, atenção?

O que valorizamos na vida?


O que nos prende?

O que são mesmo as nossas Amarras?


AnnaLírios


Fotos e texto de AnnaLírios



❤Abraços ❤
❤Paz e Luz!!!✿
✿Anna Lírios✿

8 comentários:

  1. Profundo e reflexivo. Acredito que as amarras estão em nosso interior e elas podem nos prender pela vida afora. De algumas, tempos que tentar nos livrar logo... beijos, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Chica, boa tarde!!!
      Concordo com você, também acredito que sejam amarras internas, muitas das vezes construídas ao longo dos tempos por nós mesmos.
      Obrigada por sua visita, é sempre muito bom lhe ver por aqui.
      Um grande abraço!!!
      Paz e Luz!!!

      Excluir
  2. Oi Anna!
    A chica tem razão...
    Fiquei muito feliz e agradecida por ver Letras Que Se Movem em seu blog roll, obrigada!
    Bjs e prossiga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sandra, boa tarde!!!
      Obrigada por sua visita.
      É um prazer ter os blogs amigos em meu blog.
      Um grande abraço!!!
      Paz e Luz!!!

      Excluir
  3. Parabéns, Anna.
    O texto está lindo e ele nos traz a necessidade de reflexão.
    Meus parabéns. ♥
    Art of life and books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Linda, boa tarde!!!
      Que bom que gostou.
      Escrevi esse texto naqueles momentos em que você sente seus pensamentos em desordem e tenta organizar tudo, mas nem sempre consegue e tudo fica uma bagunça; (rsrsrs) aí você recorre à escrita na tentativa de acalmar de certa forma a alma. Assim eu estava.
      Um grande abraço!!!
      Paz e Luz!!!

      Excluir
  4. Parabéns, Anna, pela sua bela crônica. Gostei não apenas desse seu texto, mas também o seu blog. Espero voltar mais vezes.
    Abraço.
    Pedro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pedro Luso, boa tarde!!!
      Seja bem vindo!!!
      Obrigada por seu comentário; fico contente que tenha gostado.
      É sempre muito bom encontramos pessoas que de certa forma compreendem o nosso pensar.
      Paz e Luz!!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AnnaLírios

Obrigada por sua visita!!! Volte sempre!!! ❤ Um Abraço ❤ Paz e Luz!!!

Visualizações